EAD – ENSINO APÁTICO A DISTÂNCIA

EAD – ENSINO APÁTICO A DISTÂNCIA

 

A

Grandes transformações sempre acontecem depois de grandes tragédias.

É como em um acidente de avião. Depois do trágico acidente acontece uma investigação, as causas são apontadas e recomendações são dadas.

As empresas acatam as recomendações e aquele tipo de acidente dificilmente voltará a acontecer.

Estamos no meio de uma grande tragédia, milhares de pessoas morrendo antes da hora por causa de um vírus.

Muitas coisas vão mudar, várias recomendações serão dadas e com 99,9% de certeza não teremos outras pandemias por esse mesmo vírus.

Mas o que essa pandemia tem a ver com o ensino a distância?

É simples. No meio das grandes crises também surgem grandes oportunidades.

A educação a distância ganhou destaque e do nada tornou-se a grande ideia para os alunos que estão em casa.

Mas a verdade é que essa grande ideia está a anos luz de ser uma solução, porque todos que vejo usando essa ideia, usa da forma equivocada.

Se você é mãe, é pai e está se acabando de dar aula para o seu filho, alguma coisa está errada.

Muitas escolas particulares, tentando justificar as mensalidades, estão sobrecarregando seus professores que sobrecarregam seus alunos que sobrecarregam seus pais, que pagam as mensalidades.

Pelo volume de coisas que acontecem, os pais criam a percepção que o ensino continua e está tudo certo, mas não está.

O que acontecia antes? Aulas, lista de exercícios, copiar de tal página a tal página, resumir o texto tal…

O que está acontecendo agora? Aulas, listas de exercícios, copiar de tal página a tal página, resumir o texto tal…

Essas escolas principalmente estão perdendo a oportunidade de exercitar a criatividade de seus alunos, mas para isso, a escola e o professor também precisam de criatividades.

Lembra da frase de Einstein: fazer a mesma coisa e esperar resultados diferentes é insanidade. Não para essas escolas. Elas estão fazendo as mesmas coisas esperando o mesmo resultado: a mensalidade no final do mês.

Ou você acha mesmo que essa escola está preocupada com o aprendizado do seu filho?

Claro que você já entendeu o título do e-mail, mas e a solução?

A escola, o professor preocupado com a aprendizagem do seu aluno vai fazer diferente.

Por exemplo, o professor de matemática, de história e de sociologia, poderia sugerir o filme O Jogo da Imitação. Depois criar perguntas despretensiosas como, o que você achou do filme? Gostou? Qual parte você gostou mais?

Depois o professor vai direcionando conforme seus objetivos. Por exemplo, qual contexto social no filme se assemelha muito com os dias de hoje? Qual conceito matemático no filme é utilizado até hoje por todos? História e matemática, como essas disciplinas se complementam no filme?

Um outro exemplo, procure uma palestra no TED Talk e envia para seus alunos. Dessas palestras eles vão levar ensinamentos para a vida.

Tem uma palestra no TED de uma cientista chamada Shannon Zirbel. O sonho dela era ir ao espaço, mas no final ela acaba realizando o sonho de uma forma diferente.

Ela teve um projeto aprovado pela NASA e esse projeto possibilitou levar painéis solares ao espaço usando o princípio do origami.

Sonho, espaço, origami, NASA, matemática… percebeu como você pode conectar assuntos e levar seu aluno a refletir?

Poderia continuar com mais exemplos, mas para não ficar muito longo eu quero te fazer um convite:

Se inscrever no Terceiro Workshop Geometria de Sucesso que acontecerá no mês de maio.

Do dia 03/05 a 11/05. No workshop vou apresentar estratégias para você ter a atenção do seu aluno e realizar atividades que vão, sem dúvidas, melhorar o processo de ensino e aprendizagem.

Pressione o link abaixo se inscreva e aguarde os próximos e-mails.

https://geometriadesucesso.easymatica.com.br/tws

Um abraço

Prof. Célio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 300px;}